Buddy Vet

Parvovirose canina: sintomas, tratamento e prevenção

Parvovirose canina: sintomas, tratamento e prevenção

A parvovirose canina é uma doença altamente infecciosa que pode ser fatal. É mais frequente em cães jovens e não vacinados.

Tudo o que você precisa saber sobre a doença, incluindo os sintomas, tratamento e prevenção, está nas próximas linhas. Boa leitura!

O que é parvovirose canina?

A parvovirose canina é uma doença viral altamente contagiosa que pode afetar cachorros de todas as raças e idades. 

A doença atinge com mais frequência filhotes com menos de quatro meses de idade, que ainda não foram vacinados.

Mas, também pode infectar os peludos adultos e idosos que não receberam a imunização ou que não receberam o reforço da vacina ao longo da vida.

O vírus afeta o trato gastrointestinal dos cães.

Como ocorre a transmissão?

O parvovírus pode ser transmitido pelo contato direto entre cães. Também pode acontecer de forma indireta, se o cachorro entrar em contato com urina e fezes de outro animal infectado, por exemplo.

O vírus também pode contaminar superfícies. Ou seja, o cão pode se contaminar ao entrar em contato com casinhas, cobertores, coleiras, tigelas de comida e água infectados por outro animal.

O parvovírus não é transportado pelo ar e não é transmitido aos seres humanos. 

Sinais e sintomas da parvovirose canina 

 Os principais sintomas da parvovirose canina são:

  • Diarreia grave;
  • Sangue nas fezes;
  • Dor abdominal;
  • Vômito;
  • Desidratação;
  • Letargia;
  • Perda de peso repentina;
  • Febre;
  • Mucosas pálidas (pálpebras e gengiva).

Os sintomas começam a aparecer dentro de três a sete dias após a infecção.

O que devo fazer se suspeitar que meu cachorro tem parvovirose?

Se o seu peludo apresentar algum dos sinais e sintomas de parvovirose, você deve entrar em contato com o veterinário imediatamente.

A maioria das mortes ocorrem dentro de 48 a 72 horas após o início dos sintomas. Quanto mais rápido você procurar ajuda, maiores serão as chances de sobrevivência do seu cãozinho.

É importante mantê-lo longe de outros cães até o diagnóstico. Além disso, informe ao veterinário se você tem outros cachorros em casa. 

Essa informação é muito importante para obter instruções adequadas que impeçam que a doença se espalhe entre todos os seus animais de estimação.

Tratamento da parvovirose canina

A infecção por parvovirose canina é diagnosticada com base nos sintomas relatados pelo tutor, exame físico e testes laboratoriais. 

Geralmente, um teste de fezes pode confirmar o diagnóstico.

O tratamento deve ser iniciado imediatamente e consiste principalmente em esforços de terapia intensiva para combater os sintomas.

Além disso, o tratamento visa fortalecer o sistema imunológico, evitando infecções secundárias. 

É necessário que o cachorro fique em isolamento para minimizar a propagação da infecção.

O parvovírus pode viver num ambiente por meses, por isso, consulte o seu veterinário para obter orientações específicas sobre os agentes de limpeza e desinfecção.

Como prevenir a doença?

A vacina é uma das principais formas de proteger o seu peludo de contrair a parvovirose canina

Tanto a vacina V8 quanto a V10, também conhecidas como vacina Polivalente, cumprem essa função adequadamente. São três doses com intervalos de 21 a 30 dias entre as aplicações.

O filhote pode tomar a primeira dose a partir dos 45 dias de vida. Para proteger cães adultos, os tutores devem ter certeza de que a vacinação está atualizada. 

O reforço da vacina é feito com dose única anualmente.

Além disso, evite passeios até que o filhote tenha recebido sua série completa de vacinas, especialmente em parques, praças, pet shops e outros locais que tenham circulação de cães.

Por fim, não deixe seu filhote ou cão adulto entrar em contato com os dejetos fecais de outros cães enquanto passeia ou brinca ao ar livre.

Gostou do nosso conteúdo? Esperamos ter ajudado você a tirar suas dúvidas sobre a parvovirose canina. Continue acompanhando as novidades do nosso blog!

buddy.vet

Seu pet precisa de cuidados? A buddy.vet leva os melhores veterinários do Rio de Janeiro e Nova Friburgo até a sua casa para consultas, vacinas e exames. Atendimentos na Zona Sul, Barra da Tijuca, Tijuca e Recreio.

O atendimento domiciliar oferece uma consulta diferenciada ao pet, que não precisa sair do ambiente confortável do lar para ir até uma clínica, tornando a experiência muito mais agradável. 

Entre em contato através do Whatsapp no site ou baixe o aplicativo “buddy.vet“ para agendar o atendimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fundo transparente 100x100