Buddy Vet

Otite canina: 5 sintomas e sinais mais comuns

Muito comum em humanos, a otite é uma inflamação que pode ter diversas causas. Nos peludos, chamada de otite canina, o problema pode ser o resultado de alergias ou da ação de bactérias e fungos.

O seu cão está com coceira excessiva no ouvido? Este é um sinal comum da otite canina.

Continue a leitura aprenda a identificar os sinais e sintomas, além de como proceder em caso de suspeita. Vamos juntos?

O que é otite canina?

Otite canina é o termo que se refere à inflamação que acomete o ouvido. Mais precisamente, o conduto auditivo.


As otites caninas podem classificadas pelos seguintes fatores:

  • Lateralidade: unilateral ou bilateral.
  • Evolução: aguda, crônica ou crônica recidivante.
  • Localização da inflamação: ouvido externo, médio ou interno.

Como a inflamação ocorre em uma parte bastante sensível, causa dor e um grande desconforto.

Sem tratamento adequado, a inflamação no ouvido pode ter consequências graves. Uma delas é a perda auditiva permanente.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a otite canina, é de extrema importância aprender a identificar os sinais e sintomas, não é mesmo?

Dessa forma, fica ainda mais fácil reconhecer quando o seu peludo está com problemas para buscar ajuda de um especialista o quanto antes. Confira!

Sinais e sintomas da otite canina

De maneira geral, a otite é uma condição comum em cachorros, no entanto, isso não significa que ela não pode se agravar.

É importante estar atento e buscar ajuda de um veterinário logo que os primeiros sinais e sintomas aparecerem. Eles incluem:

  • Coceira intensa na região das orelhas, podendo ser com as patas; esfregando a cabeça em móveis ou até mesmo no chão.
  • Balançar a cabeça com frequência na tentativa de aliviar a coceira;
  • Chorar ao coçar a orelha;
  • Presença de secreção, crostas, excesso de cera e/ ou pus no ouvido;
  • Mau cheiro e vermelhidão no ouvido;

Falta de apetite também pode acontecer. Em casos mais graves, o cão pode apresentar sinais de surdez.

O que pode causar a inflamação no ouvido?

A otite canina pode ocorrer em função de diversos fatores. Listamos os principais!

  • Infecção por bactérias, fungos ou ácaros;
  • Presença de parasitas (ex: pulgas, carrapatos e sarna);
  • Presença de corpos estranhos;
  • Presença de pólipos auriculares;
  • Alergias;
  • Doenças sistêmicas (ex: hipotereoidismo).

Além disso, existem raças que possuem condutos auditivos tortuosos e/ou longos, são mais propensas a desenvolver a doença, devido a um ambiente mais favorável à instalação de bactérias e fungos, por exemplo.

Cachorros com orelhas maiores, “penduradas” ou “caídas”, também correm risco maior de desenvolver a otite canina.

Suspeita de otite canina? Saiba o que fazer!

Embora possa incomodar bastante e ser bem desconfortável, a otite canina tem cura.

Mas é preciso consultar um veterinário para ter o diagnóstico e tratar corretamente, além de receber as orientações para cuidar do seu peludo da melhor maneira possível.

Evite buscar por receitas caseiras, como água com sal ou vinagre de maçã, por exemplo, já que você não sabe a origem do problema e pode acabar agravando o quadro ainda mais.

Apenas depois de identificar a causa da inflamação, seja por fungo, bactérias, presença de objetos estranhos, etc, o veterinário consegue aplicar a conduta de tratamento mais adequada.

Como prevenir a inflamação no ouvido?

Vimos que a otite canina possui diversas causas, mas você sabia que é possível reduzir os riscos de inflamação? Siga essas dicas!

  • Proteja a orelha do seu cãozinho ao dar banho em casa. Se possível, use protetores auriculares – ou algodão – e sempre seque bem ao terminar.
  • Ao levá-lo no pet shop para banho, certifique-se que o local é de confiança e que os profissionais garantem a proteção do ouvido do cão.
  • Evite brincadeiras e atividades na água, sem proteção adequada.
  • Mantenha a limpeza rotineira e adequada dos ouvidos do cão.
  • Mantenha as idas ao veterinário em dia.

Se você suspeita de otite canina, não espere os sintomas se agravarem e busque ajuda o quanto antes.

buddy.vet

Seu pet precisa de cuidados? A buddy.vet leva os melhores veterinários do Rio de Janeiro e Nova Friburgo até a sua casa para consultas, vacinas e exames. Atendimentos na Zona Sul, Barra da Tijuca, Tijuca e Recreio.

O atendimento domiciliar oferece uma consulta diferenciada ao pet, que não precisa sair do ambiente confortável do lar para ir até uma clínica, tornando a experiência muito mais agradável. 

Entre em contato através do Whatsapp no site ou baixe o aplicativo “buddy.vet“ para agendar o atendimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fundo transparente 100x100