Buddy Vet

Cachorro com febre: saiba como identificar e tratar

Cachorro com febre

Cachorro com febre? Cuidado! O estado febril em cães pode indicar um problema de saúde grave e que requer atenção imediata. 

Sabemos como a febre pode causar desconforto: sensação de mal-estar, calafrios e indisposição. Nos cães é o mesmo, por isso, se você desconfia que seu pet está com febre, saiba como ajudá-lo seguindo as orientações deste post!

Vamos lá? 

O que pode causar febre em cachorro?

Uma variedade de doenças e condições podem causar febre em cães.  São elas:

  • Infecção bacteriana, fúngica ou viral;
  • Infecção no ouvido (otite);
  • Problemas dentários;
  • Mordida, arranhão ou corte infectado; 
  • Infecção do trato urinário; 
  • Ingestão de substâncias tóxicas, como plantas tóxicas, medicamentos humanos ou alimentos tóxicos para cães, entre outras.

Se o seu cãozinho acabou de se vacinar, também pode apresentar uma febre leve e transitória, que dura apenas algumas horas. 

Caso a febre se prolongue ou você fique preocupado com seu peludo, entre em contato com o veterinário que aplicou a vacina.

Qual a temperatura de febre de um cachorro?

Muitos tutores não sabem, mas a temperatura normal dos cãezinhos é mais alta que a dos humanos. Enquanto a partir de 36,5 Cº já é considerado estado febril para uma pessoa, os cães têm a temperatura corporal média entre 37,5 C° e 39,5 C°. 

Filhotes, animais agitados e estressados, dias quentes, entre outros fatores podem influenciar no aumento da temperatura.

Acima de 39,5 C° o animal já é considerado em estado febril. Se chegar a temperatura de 41°C, a febre começa a afetar o funcionamento de alguns dos órgãos caninos, colocando em risco a saúde do seu doguinho. 

Como medir a temperatura do cachorro?

Não recomendamos medir a temperatura em casa, o procedimento requer prática a fim de não machucar seu companheiro de quatro patas.

O veterinário pode medir a temperatura do cão de duas formas: através do termômetro retal ou auricular. Os dois métodos requerem conhecimento e experiência profissional. 

Além disso, não se mede a temperatura do cão através do focinho. Apesar das pessoas acharem que o nariz quente é sempre sinal de febre, pode não ser o caso. 

Sendo assim, se você suspeita de febre, o ideal é que um médico veterinário faça a medição adequadamente.

Como saber se o cachorro está com febre?

Você pode observar os sinais que indicam a febre em cães. Reforçando que não é indicado fazer a medição da temperatura com um termômetro em casa, até porque o termômetro usado nos pelos não é o mesmo dos humanos.

Fique atento aos sinais de febre em cães:

  • Apatia;
  • Tremedeira;
  • Fraqueza;
  • Diarreia;
  • Perda de apetite;
  • Perda de interesse por brincadeiras;
  • Sonolência;
  • Respiração ofegante.

O que fazer quando o cachorro está com febre?

Se você suspeita de febre, chame imediatamente um médico veterinário para investigar o que pode estar causando o sintoma no seu cãozinho. 

Se o profissional confirmar a febre, siga à risca todas as orientações sobre a administração de medicamentos, além de garantir a hidratação do pet e toda atenção e carinho que ele merece. 

Apenas após uma avaliação do caso o veterinário indicará o tratamento correto. 

Diagnosticando a febre em cães

Geralmente,o diagnóstico da febre em cães é feito com base nos sintomas relatados pelo tutor, exame físico e histórico veterinário do pet. 

Se necessário, o médico veterinário também poderá solicitar a realização de outros exames para diagnosticar a causa subjacente, que podem incluir exames de imagem e exames laboratoriais. 

Check-up veterinário e prevenção de doenças em cães

Como a febre pode ser resultado de alterações e doenças mais graves, como infecções, por exemplo, uma das maneiras mais eficazes de evitar que o seu cão sofra com o problema é o check-up veterinário.

O check-up veterinário é essencial para manter a saúde do seu cãozinho em dia, além de prevenir e diagnosticar doenças precocemente.

Nele, o seu peludo é avaliado por completo. O médico realiza uma anamnese, analisa o histórico do paciente e realiza um exame físico. Podem ser solicitados exames complementares. Saiba mais sobre cada um deles:

  • Anamnese: a anamnese tem diversas etapas na prática. É feito uma coleta de informações sobre o paciente: identificação, queixa principal, histórico;
  • Exames complementares: são todos os exames laboratoriais e também de imagem, os quais auxiliam em um diagnóstico mais assertivo.

A frequência do check-up veterinário irá variar conforme a idade do pet e a orientação do profissional que o acompanha.

Atendimento veterinário em casa no Rio de Janeiro e São Paulo

Seu pet precisa de cuidados? A buddy.vet leva os melhores veterinários do Rio de Janeiro, Nova Friburgo e São Paulo até a sua casa para consultas, vacinas e exames.  

O atendimento domiciliar oferece uma consulta diferenciada ao pet, que não precisa sair do ambiente confortável do lar para ir até uma clínica, tornando a experiência muito mais agradável. 

Entre em contato através do Whatsapp no site ou baixe o aplicativo “buddy.vet“ para agendar o atendimento.

O app da buddy.vet está disponível para IOS e Android.

Até a próxima! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

siga.curta.leia.

Fundo transparente 100x100